#LançamentosDeAgosto: Todas as Crônicas, de Clarice Lispector

Estação Imaginária

WhatsApp Image 2018-08-02 at 23.49.40

Olá pessoas bonitas! Como estão? Agosto chegou trazendo MUITA coisa boa hein? Começando pela Bienal, que já está bombando em São Paulo, temos lançamentos de peso para esse mês em nosso mundo literário. O primeiro deles é bem especial: Todas as Crônicas, de Clarice Lispector. Preparados?

Ver o post original 414 mais palavras

Resenha: Comportamento Altamente Ilógico

Estação Imaginária

20171018_195908_site2

Se vocês ainda não leram “Comportamento Altamente Ilógico”, de John Corey Whaley, leiam já! Lançado em 2017 (Editora Rocco), a obra conta a história de Solomon Reed que tem agorafobia – um transtorno psicológico ligado a ataques de pânico e ansiedade. É um livro sensacional e é mais um que vai para a lista de melhores livros de 2017 e da vida! Bom, daqui para frente, você foi avisado: Spoilers (possivelmente)!!!! Let’s go!

Ver o post original 890 mais palavras

Resenha: Magnus Chase e os Deuses de Asgard (parte 1) – Rick Riordan

Estação Imaginária

19832622_1351317031634194_1865547646_nOlá! Depois de um tempo sem fazer resenhas (TCC, falta de inspiração e tempo etc), estamos de volta e em dose dupla: Magnus Chase e os Deuses de AsgardA Espada do Verão e O Martelo de Thor. Ambos livros são do meu autor preferido Rick Riordan. Devo dizer que estou me viciando nas palavras de Riordan, o seu modo de narrar as histórias, mesmo na voz de outros personagens.

Isso porque o autor tem apostado, em seus últimos livros, em uma narrativa em primeira pessoa, mas sempre na voz do (s) personagem (s) principal (s). Foi assim na trilogia ‘As Crônicas dos Kane’ e é assim na história do jovem Magnus Chase. Mas vamos ao que interessa, o primeiro livro: A Espada do Verão.

A sinopse: “Às vezes é necessário morrer para começar uma nova vida…

A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a…

Ver o post original 732 mais palavras

Resenha – Morte Súbita

Estação Imaginária

20170120_122524Finalmente eu li, efetivamente, um livro de J.K. Rowling. Não me julguem: eu não li Harry Potter, apenas assisti aos filmes. Mas já prometi que vou ler em breve. Enfim, Morte Súbita, é o primeiro livro que leio com o nome de J.K., apesar de ter lido seus outros três livros sob o pseudônimo de Robert Galbraith (que tem resenha aqui também!). Bom, se eu adorei esses livros, sabia que Morte Súbita não seria diferente. Lembrando que daqui pra baixo tem spoilers e o risco é todo seu! 

Por mais de 500 páginas, eu conheci o pequeno povo de Pagford (e adjacências). Eu diria que essa pequena cidade tem todos os requisitos para um lugar aconchegante, pequeno, que algumas pessoas odeiam mas que as que vivem ali há décadas defendem com unhas e dentes. J.K. consegue mostrar isso com maestria. Ela te introduz na pequena comunidade…

Ver o post original 515 mais palavras